Depridil 30 Ampolas


Depridil 30 Ampolas

Disponível
pode ser enviado dentro de 2/3 dias

 

     

 

 

34,95 €
29,95
Você poupa 14 %

Preço inclui IVA

Peso de envio: 500 g


 

Depridil Ansio ajuda a:
- Melhorar o comportamento neuro psíquico;
- Melhorar a qualidade de sono;
- Reduzir a ansiedade e insónia;
- Harmonizar o sistema nervoso;
- Aumentar a resistência ao stress e aos problemas emocionais;
- Melhorar o estado de humor;
- Reduzir os estados depressivos.

Mecanismo e ação fisiológica:
Os ingredientes utilizados nesta composição promovem a harmonia do sistema nervoso, e incrementam a resistência do organismo às situações de stress, problemas emocionais (melancolia, apatia, agitação...), ansiedade, insónia, depressão etc.

Ácido Gama-Aminobutírico (IUPAC: 4-aminobutanóico), é o principal neurotransmissor inibidor no Sistema Nervoso Central. Desempenha um papel importante na regulação da excitabilidade neuronal ao longo de todo o Sistema Nervoso. É um neurotransmissor importante, atuando como inibidor neurossináptico, por se ligar a recetores específicos.

Erva de São João (Hypericum perforatum). Durante séculos o Hypericum perforatum foi muito utilizado, inicialmente pela sua capacidade de cicatrizar feridas, úlceras de pele e queimaduras. Atualmente esta planta é usada atividade antidepressiva contra estados depressivos suaves a moderados, ansiedade, insónia, dores nevrálgicas e, ainda, atividade antiviral, antibacteriana e fotossensibilizadora.

A Passiflora (Passiflora incarnata) tem ação anti-depressiva, sem efeitos secundários.
A sua utilização clínica é recente e data do século XIX, quando então foi publicado que possuía propriedades analgésicas e prevenia as insónias, sem efeitos colaterais. Os seus constituintes químicos primários, alcalóides e flavonóides, são os responsáveis pela ação relaxante e antidepressiva.
A Passiflora é utilizada para induzir o sono e o relaxamento de forma natural, sem causar habituação nem dependência. Atua ao nível da espinal medula, provavelmente por interação com recetores das endomorfinas, diminuindo a intensidade dos estímulos externos que chegam ao sistema nervoso central. As suas características analgésicas, antiespasmódicas, hipotensoras e sedativas, fazem com que as composições contendo Passiflora sejam aconselhadas no caso de nervosismo, ansiedade, depressão, insónias, dificuldades de concentração, síndroma pré-menstrual e espasmos gastrointestinais de origem nervosa.

A Alfazema (Lavandula officinalis) ajuda a tratar a ansiedade e o stress, melhorando a qualidade do sono. Esta planta cresce espontaneamente em Portugal. É também denominada lavanda, uma designação que deriva do latim lavare, por ter sido sempre muito utilizada em lavagens do corpo. Os constituintes do seu óleo essencial, linalol e acetato de linalilo, têm propriedades antibióticas, sedativas e neurotónicas. A inalação dos seus óleos essenciais melhoraram a capacidade cognitiva e o humor. Ajuda também a tratar cefaleias e facilita a digestão.

O 5-HTP (L-5 Hidroxitriptofano) é um aminoácido extraído do feijão de Gríffonía símplícífolia, que se desenvolve na África Central e Ocidental. Sintetizado a partir do aminoácido essencial L-triptofano, tem a capacidade de passar a barreira hematoencefálica, convertendo-se em serotonina, um importante neurotransmissor a nível cerebral envolvido na regulação da dor, sono, humor, apetite e outras funções nervosas e cerebrais.

A Fenilalanina é um aminoácido essencial (elemento essencial para as proteínas no corpo). É essencial para a saúde humana, mas não pode ser produzida pelo corpo. Por isso, a fenilalanina tem de ser obtida a partir dos alimentos. A forma natural da fenilalanina encontrada nas proteínas em todo o corpo é conhecida como L-fenilalanina.
O corpo converte fenilalanina em tirosina, outro aminoácido essencial para produção de proteínas, químicos cerebrais, incluindo dopamina e norepinefrina, e hormonas da tiróide. Sintomas de carência de fenilalanina incluem confusão, falta de energia, depressão, menos agilidade, menos memória, e redução do apetite.
Evidências preliminares sugerem que a fenilalanina pode ajudar a reduzir a dor crónica associada a algumas condições de saúde, como esclerose múltipla (MS) e fibromialgia, estimulando os caminhos nervosos no cérebro que controlam a dor.

A Acetil-l-carnitina ou ALC (como também é conhecida) é uma forma específica de carnitina que para além de ser mais eficiente que a carnitina normal, tem ainda a particularidade de otimizar a função cerebral.
A acetil l-carnitina protege o cérebro, retardando o seu envelhecimento. Melhora a memória através de um aumento da capacidade de concentração e ainda protege e trata a demência senil. Vários estudos comprovam melhoras em doentes de Alzheimer e com debilidade mental quando administrados com doses de 3 gramas diárias de acetil l-carnitina. Esta quantidade de acetil l-carnitina é perfeitamente aceitável sem nenhum risco de intoxicação.
A ALC previne os danos cerebrais que ocorrem quando há falta de oxigénio nas células nervosas. À medida que os anos passam, os níveis de acetil l-carnitina no cérebro diminuem, por isso para melhorar o seu funcionamento aconselha-se que tome suplementos de acetil l-carnitina apartir dos 40 anos. A acetil l-carnitina é também recomendada quando é necessário proteger a nossa função cerebral ou quando estamos com stress mental. Quando queremos aumentar as nossas fontes de energia, a acetil l-carnitina é também a solução ideal, pois esta tem a grande vantagem de transformar a gordura em energia, o que ajuda a diminuir bastante os níveis de gordura nos triglicéridos do sangue.

A Fava (Vicia faba) é uma planta da família das leguminosas, não trepadeira, que produz vagens grandes, dentro das quais se formam as sementes. É muito rica em proteínas e carbohidratos, embora pobre em vitaminas, a Fava tem também como constituinte a L-Dopa. A L-Dopa é um precursor metabólico da dopamina, e atravessa facilmente essa barreira, sendo portanto um composto dopaminomimético. Uma vez que entra no Sistema Nervoso Central, é metabolizado a nível basal pela DOPA descarboxilase, originando a dopamina. Deste modo, a L-Dopa é usada para aumentar os níveis de dopamina no cérebro. A dopamina é precursora natural da adrenalina e da noradrenalina e por conseguinte tem como função a atividade estimulante do sistema nervoso central.

A Melatonina é uma substância antioxidante. Funciona como um protetor das células.
Ao metabolizar o oxigénio, o organismo produz moléculas altamente reativas, chamadas radicais livres que atuam de forma lesiva nas membranas celulares e até no DNA (ácido desoxirribonucleico). Este processo, denominado oxidação, pode comprometer seriamente a saúde, causando dezenas de doenças, como o cancro, doenças cardíacas e até doença de Alzheimer.

 

 
GABA (Ácido gama-aminobutírico) 500mg
Erva de São João (Hypericum perforatum) 250mg
Passiflora (Passiflora incarnata) 250mg
Alfazema (Lavandula officinalis) 100mg
5 HTP (L-5 Hidroxitriptofano) 50mg
Fenilalanina 50mg
Acetil L-Carnitina 50mg
Fava (Vicia Faba) titulada em 0,5% de L-Dopa 50mg
Melatonina 1,99mg

Apresentação e uso:

Uso recomendado: Tomar 1 ampola duas horas antes de deitar, se a toma da ampola coincidir com a refeição tomar antes da mesma.

Contra indicações e efeitos secundários: A dopamina é contra-indicada para pacientes portadores de feocromocitoma, bem como na presença de taquiarritmias ou fibrilação ventricular.
Não aconselhado a senhoras grávidas ou a amamentar, sem supervisão médica. Fármacos sedativos, hipoglicemiantes e anticoagulantes podem potenciar o efeito da melatonina. Deve ser tida em atenção a combinação destes elementos.

Apresentação: Embalagem com 30 ampolas.

Também recomendamos

VC 15 Forte neo
44,95 *
* Preços incluem IVA

Procurar nesta categoria: Cérebro Esgotamento Depressão